História, missão e dados

O serviço de água em Tietê foi inaugurado no dia 12 de janeiro de 1947 às 16:00h numa tarde de domingo.

Durante a solenidade, presenciada por grande número de participantes, discursou o prefeito municipal da época, o Dr. Hibernem Carlos Camargo Madeira, realçando a importância do ato e convidando o representante do interventor federal, Dr. Carvalho Fontes, a proceder à abertura das comportas da estação de tratamento. Após este ato, discursou o Sr. Diretor do departamento das municipalidades, o Sr. Antônio de Carvalho Fontes, que falou sobre as dificuldades enfrentadas.

Durante o desenvolvimento e conclusão do projeto. Após este ato, discursou o Sr. Diretor do departamento das municipalidades, o Sr. Antônio de Carvalho Fontes, que falou sobre as dificuldades enfrentadas durante o desenvolvimento e conclusão do projeto. Prestou esclarecimentos, também, sobre os serviços executados: captação de água do rio Tietê através de dois grupos de bombas de 50h hp com vazão de 50 litros por segundo, duas linhas de recalque e "moderna" estação de tratamento.

A partir da década de 70, mais precisamente em 14 de setembro de 1970, conforme lei municipal n 954, foi criado o SAMAE, porque houve necessidade de mudanças significativas na captação de água que passa a ser de poços tubulares profundos (em média 350m) devido à poluição no Rio Tietê, que oferecia riscos de contaminação a população, mesmo após todo o processo de tratamento. Poluição essa, provocada por despejos industriais, principalmente por usinas de açúcar e álcool. Já nos dias de hoje essa contribuição é proveniente de toda sorte de materiais e detritos tanto industriais quanto domésticos.

O primeiro poço foi perfurado pelo então prefeito Antônio Romano Schincariol onde funcionavam as bombas de captação, ao lado do Rio Tietê no bairro santa cruz, que até hoje se encontra em atividade.

Hoje o S.A.M.A.E. conta com 23 poços tubulares profundos em condições de produzir cerca de 1.200.000 litros por hora de água, suficientes para suprir o abastecimento de água para todo município. Mesmo a água sendo de excelente qualidade, passa por uma rigorosa bateria de controle de análises físico - químicas e bacteriológicas antes e depois do tratamento.

Tratamento este que inclui cloração (que inibe a formação de cultura) e fluoretação (preventivo contra a cárie); essas análises são necessárias e constantes para um perfeito controle da qualidade da água distribuída à nossa população.

A propósito, a água servida para toda a população tieteense, ou seja, 100 % dos domicílios, atende aos padrões da OMS (Organização Mundial da Saúde), além de estar de acordo com a portaria gm 36 - ms.

Atendimento 24h

15 3285-8700

Endereço

Rua dos expedicionários, 166 - Centro - Tietê - SP - 18530-000